Páginas

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Atenção ao sapatinho


Li essa reportagem no site da Johnson e achei muito útil. Na hora de compras sapatos para o meu gatinho é um pouco complicado porque a gente nunca sabe se está bom, confortável, essas coisas. Então achei legal essas dicas. O texto é um pouco longo, mas acho que no final vale a pena ler, principalmente para as mães de primeira viagem, como eu.
"Quem não se encanta com sapato de criança? Sandálias, mocassins, chinelos, tudo tão pequeno. Imagina então que coisa mais fofinha o bebê usando uma miniatura do lançamento da estação! Mas cuidado. Antes de levar o novo modelo para casa é preciso conferir algumas características do calçado. Acredite: por mais engraçadinho que possa parecer, o sapato infantil não deve ser uma réplica do adulto.
E não é só isso. Para cada fase da vida da criança existe um modelo que se adapta melhor às características do momento, sem prejudicar o desenvolvimento dos pezinhos.

Bebê descalço
A moda do calçado infantil não vê idade. Hoje, é possível encontrar opções até para bebês de colo. Mas a verdade é que bebês que ainda não caminham não precisam usar sapato, já que sua função é proteger o pé de elementos estranhos que estão no chão. Um par de meias, ou um sapato feito de tecido e com a palmilha plana, é o suficiente para manter o pequeno bem longe de qualquer impureza.
Assim que o bebê começar a ensaiar os primeiros passinhos, por volta de um ano de idade, é hora de começar a pensar em um calçado com características um pouco diferentes. O ideal é optar por aqueles que são revestidos com material que deixa os pés bem ventilados e que se fixam bem ao calcanhar, para evitar torções.
Atenção também ao solado. Ele deve ser flexível, deve dobrar sob a planta do pé, e não sob o calcanhar, e também não deve ser muito liso, diminuindo assim as chances de a criança escorregar.
Quando o bebê estiver em um ambiente que você considere protegido, como dentro de casa, deixe-o andar descalço. É um ótimo exercício para o desenvolvimento da musculatura do pé.
Por fim, procure um modelo que deixe os pés bem acomodados: os dedos não podem ficar curvados nem o peito do pé apertado. Por isso, nada de sapato certinho no tamanho.

Dicas para a hora da compra
- Peça para a criança calçar os dois pés e verifique se o calcanhar não desliza com facilidade;
- Se a criança tiver um pé maior que o outro, opte sempre pelo maior número;
- Esqueça aquela conversa de que os sapatos irão se "moldar ao pé" conforme o uso. Lembre-se que eles devem proporcionar bem-estar à criança;
- Certifique-se de que existe uma folga entre o dedo maior e a ponta do sapato. O ideal é ter um espaço de até 1cm.

Um bom sapato para a criança deve ser confortável, flexível e do tamanho certo. Boas compras"

3 comentários:

Cacau Ferreira disse...

Pra mim já está fácil, a Bruninha já fala se gosta ou não... às vezes pode até estar confortável, mas se não gostar do modelo...iiih... já não quer nem saber...mas é tão gostoso comprar as coisas pra eles né?!

beijos

Casamento feliz disse...

oI cLAU

BOA SEMANA PARA VC

bEIJOS

mamãe e Renan disse...

Boas dicas! Sapato apertado, ninguém merece né!
Que bom que o Gabrielzinho está melhorando...concordo com vc: é melhor ver nossos pequenos fazendo bagunça do que dodói!
Bjs